Área do cabeçalho
gov.br

Este sítio foi reprojetado para melhor atendê-lo. Acesse já pelo celular e veja mais essa novidade

Portal da UFC Acesso a informação da UFC Ouvidoria Conteúdo disponível em: Português

Universidade Federal do Ceará
Departamento de Ciências Sociais

Área do conteúdo

RELIGIÃO E CONSERVADORISMOS IMPACTAM A POLÍTICA PÚBLICA PARA POPULAÇÕES LGBT

Data de publicação: 16 de julho de 2021. Categoria: Publicações

O Professor Marcelo Natividade, Coordenador do Observatório Nacional da Política LGBT, avalia em artigo publicado em Dossiê sobre “Ciências Sociais e Saúde” (Revista Tomo, n. 39, 2021), a situação das políticas, serviços e programas voltados para comunidades LGBT.
O avanço de conservadorismos e fundamentalismos religiosos na gestão governamental são o mote de uma análise de conjuntura que discute como alterações em quadros técnicos impactam o desenho das políticas públicas, ocasionando falhas nos serviços de atenção em vários campos, além da política LGBT (HIV/AIDS, direitos reprodutivos, aborto legal).
As zonas de influência dessa política conservadora se materializam em estratégias e formas de atuação plurais: das mudanças em nomes de ministérios, fim de departamentos, exonerações e novas nomeações, encerramento de programas e secretarias, até a veiculação de mensagens que reforçam preconceitos e ocultam identidades coletivas.
O trabalho realizado pela equipe do Professor Marcelo Natividade no âmbito de núcleo de pesquisa LGBT na UFC, incluindo os pesquisadores Bruno Alves de Sousa, Rômulo Rocha e Caiala Mariana Monteiro, lança um foco de luz sobre formas de violência do Estado que permeiam decisões e atos oficiais sobre a política sexual, inclusive durante a pandemia de COVID-19, com a notada participação de agentes ligados a instituições religiosas e visões de mundo conservadoras. Confira no link: https://seer.ufs.br/index.php/tomo/issue/view/1121.

Acessar Ir para o topo